segunda, 25 de setembro de 2017 - 12:07:39 PM
segunda, 25 de setembro de 2017 - 12:07:39 PM
Lucio Jaques
PUBLICADA EM 30 de agosto de 2017 - 7:29 PM

Buligon, o predestinado…

Higieniza produtos

O prefeito de Chapecó Luciano Buligon está na Itália, desde segunda-feira, com uma comitiva da Chapecoense para acompanhar na capital italiana o amistoso contra a Roma na próxima sexta-feira, às 15h45 (horário de Brasília), no estádio Olímpico. Mas o ponto alto da viagem não é o jogo, nem os encontros comerciais que o prefeito agendou. Mas, sim, o encontro e a bênção do Papa Francisco, na praça do Vaticano. Um momento único e abençoado. Convenhamos, Buligon (Grandão para os amigos), merecia viver este momento tão especial e abençoado, por tudo o que passou em sua vida frente ao cargo que exerce. Isto não foi à toa, não tenho dúvidas que o “Grandão” é um predestinado nesta vida e tem uma missão para cumprir aqui na terra. Nada acontece por caso. Palavras do Papa: “Faça a sua parte, segue o seu coração que Deus orientará”!

Foto: Marcelo Lula

Situação do HRO é insustentável

A maioria dos hospitais do estado está em dificuldade para manter seus atendimentos, pagar a folha e até mesmo seus compromissos com fornecedores. O senador Paulo Bauer (PSDB), ao saber da situação do Hospital Regional de Chapecó, após uma reunião com o vereador João Marques Rosa (PSB), solicitou uma solução junto ao Ministério da Saúde. Ligou para o ministro Ricardo Barros, exigindo a presença dele na capital do Oeste. Bauer chegou a dizer que a situação do HRO é insustentável e que é preciso resolver rapidamente, pois quem sofre é a população. O ministro garantiu que vira a Chapecó, mas não confirmou a data.

Uma missão

O presidente estadual do PSD, Gelson Merisio, está realizando uma maratona pelas regiões do estado, se reunindo com prefeitos, vices e vereadores para mostrar o seu projeto político e ouvir as bases. “O objetivo é mostrar a construção de uma missão. Nunca uma eleição esteve tão clara no seu encaminhamento, como esta, no que diz respeito à eleição estadual. Estamos juntos – PSD, PSB, PP, PROS, Solidariedade, PV, PDT, PRB”, afirma Merisio.

Caminho tortuoso

Conforme o deputado Gelson Merisio (PSD), o Estado de Santa Catarina, em 2020, terá 64% dos seus servidores aposentados. Neste mesmo período, crescerá a necessidade de saúde e segurança pública. “Como é que se repõe o número de policiais, aumenta número de médicos e enfermeiros, e aposenta 64%? É uma imposição, não é uma opção. Só o déficit previdenciário do Estado é de R$ 3 bilhões, em 2017, e em 2020 será de R$ 5 bilhões. Da onde se tira R$ 2 bilhões a mais em dois anos? Nosso caminho será tortuoso. Temos que falar nisso”, disse.

Viagens do governador

Um grupo do PSD do Oeste lutou junto ao governo do estado para manter a atual empresa fornecedora da aeronave que transporta o governador Raimundo Colombo pelo Estado e até em voos dentro do país, mas não teve êxito. Uma decisão do centro administrativo convocou a segunda colocada, a Helisul, que assumiu o transporte do governador Raimundo Colombo em suas viagens. Nesta queda de braço, o Oeste perdeu, afinal a empresa era de Xanxerê e os investimentos ficavam no município e região.

Homenagem a Zonta

Sem dúvidas foi uma justa homenagem da Assembleia Legislativa ao ex-deputado Odacir Zonta, que receberá o título de Cidadão Catarinense, proposição de autoria do deputado Natalinbo Lázare (PR). O ex-deputado Zonta teve um papel preponderante junto às agroindústrias e aos agricultores defendendo sempre estas categorias do Oeste. Sem falar em carreira brilhante, séria e honesta frente ao Legislativo.

PT busca aproximação com PSB

A presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, está trabalhando para abrir um diálogo com lideranças do PSB. Na realidade, é uma tentativa de reaproximação das legendas que caminharam, lado a lado, durante décadas e nos últimos anos se distanciaram. Gleisi e o presidente nacional do PSB vão se encontrar nas próximas semanas para conversar. “O PSB está passando por mudanças. Tenho conversado com os senadores (João Alberto) Capiberibe e Lídice (da Mata) e solicitei uma reunião com o presidente do PSB”, completou a presidente petista.

Divergências no PSB

O descontentamento dentro do PSB, já é notório, devido a sua conduta no congresso nacional e votações que tem participado, isto não tem agradado os líderes nacionais.  Um grupo faz parte da base de apoio do presidente Michel Temer, outro é oposição. Realmente, o clima não é dos melhores com a cúpula que hoje comanda o partido. Existem conversas que algumas lideranças do PSB discutem mudar para a sigla do DEM, inclusive aqui no estado.

 

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Center Hotel
Inviolavel
Callfass Transportes