sexta, 17 de novembro de 2017 - 10:59:32 PM
sexta, 17 de novembro de 2017 - 10:59:32 PM
Lucio Jaques
Novembro Azul
Sicoob Cartão
PUBLICADA EM 31 de agosto de 2017 - 7:14 PM

Condenação de ex-secretária é uma vergonha para Chapecó

Reana Seguros

A notícia desta quinta-feira (31) foi mesmo a decisão da justiça Federal que condenou a ex-secretária de Saúde de Chapecó, vereadora mais votada do município na eleição passada, Cleidenara Weirich (PSD), o marido Josemar Weirich e o sócio dele, o médico Carlos Alberto Machado dos Santos, à reclusão, em regime fechado, pelos crimes de formação de quadrilha e desvio de recursos do Sistema Público de Saúde em benefício próprio ou alheio. Cleidenara foi condenada à reclusão de 10 anos, dois meses e 18 dias, Josemar a oito anos e dez meses de reclusão e Carlos Alberto Machado a oito anos de reclusão. Eles também terão que devolver R$ 2.016.840,99 aos cofres públicos. Os advogados de defesa afirmaram que irão recorrer da decisão da justiça. Sem dúvidas, foi um prato cheio para a oposição e uma vergonha para Chapecó.

Figurões em alerta…

Informações extraoficiais dão conta que neste caso dos envolvidos no desvio de recursos do Sistema Público de Saúde, em Chapecó, ainda vai dar muito o que falar. Corre nos bastidores que a Justiça Federal, até outubro, deve apresentar novas evidências, implicando mais acusados. Nesta nova etapa constaram figurões de Chapecó, o que deve mexer fortemente no meio político da maior cidade do Oeste. Então, o jeito é aguardar.

Vieira e Merisio almoçam juntos

O presidente estadual do PSD, deputado Gelson Merisio, já tem como certos os partidos PSB e PP para formar a nova Tríplice Aliança com o PSD. Mas Merisio não está contente, busca discretamente e definitivamente o apoio dos tucanos no seu projeto político para 2018, como pré-candidato ao governo em 2018. O presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, confirmou que esta semana almoçou com Merisio. A sobremesa foi a formação de uma aliança com o PSDB, mas Vieira  garante que só fala em aliança se o PSD abrir mão das quatro posições na chapa majoritária (governador, vice e das duas vagas ao Senado). E tem mais: os tucanos querem a cabeça de chapa para disputa ao governo.

Valorizando o passe

O presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, é macaco velho na política, como se diz no ditado popular, isto é inegável. Vieira está valorizando o passe dos tucanos, até porque se o PSD quiser mesmo isolar o PMDB, e ter uma ampla coligação e vantagem nas próximas eleições, terá que contar com os tucanos. Então, Vieira sabe que tem boas cartas nas mãos para jogar o jogo político até as convenções partidárias. Já Merisio espera fechar as coligações ainda este ano e sair para o jogo político com boas cartas na manga.

Deputado Marco Tebaldi sofreu cirurgia

A assessoria do deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) enviou um comunicado informando que o deputado foi diagnosticado com um problema no pâncreas e precisou passar por uma cirurgia de emergência no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Apesar da seriedade, a cirurgia foi um sucesso e o problema está resolvido. Tebaldi vai ficar um período em recuperação, o que exigirá um tempo de repouso, mas “logo estará trabalhando pelas famílias catarinenses em Brasília e correndo pelos municípios catarinenses”, garante.  O deputado voltou nesta quinta-feira para sua cidade, Joinville, para a convivência das de seus familiares e amigos. “Desconheço remédio melhor”, afirmou.

Conta parcelada

Os Conselheiros do Tribunal de Contas de Contas do Estado decidiram, por quatro votos a dois, que os valores transferidos de impostos pela Celesc para o Fundo Social de R$ 1 bilhão por parte do governo do estado foi válida. O TSE multou o ex-secretário da Fazenda Antonio Gavazzoni em R$ 3 mil. A devolução aos municípios e aos poderes será parcelada. Isto deve levar no mínimo dois governos, e olhe lá.

Parque nacional

Apesar do apelo do deputado federal João Rodrigues (PSD) na sessão da noite de quarta-feira (30), deputados e senadores não conseguiram votos suficientes para a derrubada do veto do presidente Michel Temer à Medida Provisória (MP) 756, que alterava os limites do Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina. O texto vetado também alterava os limites da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, desmembrando parte de sua área para a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) do Jamanxim, no Pará.

Conta impagável

O Congresso Nacional, em reunião conjunta da Câmara e do Senado (os amigos do rei) aprovou o texto-base da revisão da meta fiscal do governo de R$ 139 bilhões prevista para este ano e de R$ 129 bilhões para 2018 para um novo patamar de R$ 159 bilhões nos dois anos; Em síntese, esta conta é impagável. Este governo “tampão” de Michel Temer é uma palhaçada e vai deixar marcas profundas na sociedade brasileira. Se ela sobreviver. O povo está vivendo pior do que nos tempos da monarquia, onde os impostos eram aumentados a bel prazer de sua majestade, o rei.

Higieniza produtos

Parceiros

Tiecher Banner
Celso Mattiolo
Piccoli Parceiros
Barbieri
Tatu parceiros
Biasus Parceiros
Nathan Moreira

Publicidade

Auto Posto Xxe
Inviolavel
Callfass Transportes
Cristal ótica
Center Hotel