sábado, 15 de dezembro de 2018 - 12:29:45 AM
sábado, 15 de dezembro de 2018 - 12:29:45 AM
Lucio Jaques
Prestação de contas
Sicoob Câmbio
PUBLICADA EM 04 de dezembro de 2018 - 8:11 PM

Bortoluzzi busca apoio para cerealistas em Brasília

Reana Seguros

O presidente da Associação das Empresas Cerealistas do Estado de Santa Catarina, Bruno Bortoluzzi, está em Brasília nesta terça-feira (4), entregando alguns pleitos da categoria. Na foto, Bortoluzzi está com o futuro secretário executivo do Mapa, deputado Marcos Montes, no Palácio do Congresso Nacional, Anexo II.  Bortoluzzi vem realizando um belíssimo trabalho frente à entidade e, ao mesmo tempo, dando destaque para o município de Xanxerê.

Presidência da Câmara de Xanxerê

Informações dão conta que a presidência da Câmara de Vereadores de Xanxerê promete ser disputada. Pelo acordo fechado entre os vereadores da situação quem deve ser encaminhado como presidente é o vereador Arnaldo Lovatel (PP). Também manifestou interesse o vereador Luiz Augusto Ceni (PSD). Já no bloco de oposição o vereador João Paulo Menegatti (PTB) colocou seu nome à disposição para disputar a eleição com Lovatel.  De regra, o bloco da situação tem a maioria, mas em eleição da presidência sempre houve surpresas.

Comando do governador

Na apresentação da estrutura do governo de Carlos Moisés (PSL) ficou claro que a Casa Civil e Procuradoria Geral do Estado terão papeis mantidos, mas Defesa Civil e Comunicação passam a estar mais próximas do governador, sem o status de secretarias. O Planejamento e o Turismo, Cultura e Esporte serão extintos, e suas funções repassadas a outras pastas. Santur, Fundação Catarinense de Cultura e Fesporte assumem os trabalhos da secretaria.

Central

Na reforma administrativa delineada pelo governador Carlos Moisés e equipe,  o Deinfra e o Deter serão extintos. Uma Central de serviços vai ser criada dentro do Centro Administrativo. Esse órgão pilotará toda essa questão da área de transportes, logística e mobilidade urbana.

Saída honrosa

Amigos e aliados tentam uma “saída honrosa” para o senador Magno Malta (PR-ES), que não foi reeleito e ainda aguarda convite para um ministério de Jair Bolsonaro, cuja candidatura ele apoiou solitariamente no Senado, desde o primeiro momento. O senador capixaba adoraria ser embaixador do Brasil em Israel, mas o presidente está decidido a enviar diplomata de carreira comprometido com a nova política externa.

Calado

O vice-presidente Hamilton Mourão parece haver entendido que o melhor vice é discreto, não opina, exceto para cumprir missão do titular. Sua proposta de um “centro de governo” pegou muito mal no entorno e filhos do presidente Jair Bolsonaro. Soou como tentativa de tutela do capitão pelo general. Mourão viu que ficando calado ganha dinheiro e cargo. Mas de vice.

Demissão voluntária

Até o dia 30 de novembro, 1.685 empregados da Caixa se inscreveram no programa de demissão voluntária do banco. A estimativa do próprio banco é que o programa economize cerca de R$ 314 milhões ao ano.

Cartão Sipag

Parceiros

Piccoli Parceiros
Tiecher Banner
Tatu parceiros

Publicidade

Fit Fish
Inviolavel
Callfass Transportes
Momento FM