quarta, 26 de junho de 2019 - 01:08:56 PM
quarta, 26 de junho de 2019 - 01:08:56 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 24 de julho de 2018 - 6:35 PM

Celso Mattiolo investe em pré-candidatura a deputado estadual

Reana Seguros

O empresário do agronegócio Celso Mattiolo, pré-candidato deputado estadual pelo PR, está a todo vapor com sua pré-candidatura. Mattiolo está viajando o estado e região levando o seu projeto político, com total apoio do presidente e pré-candidato ao senado, deputado federal Jorginho Mello e do coordenador regional Renato Muniz, que tem acompanhado o pré-candidato em várias reuniões do partido na região, onde tem recebido apoio incondicional dos correligionários. Mattiolo já está com sua equipe pronta e os trabalhos e projetos para apresentar ao eleitor. Mattiolo garante que não vai medir esforços para trabalhar em prol do agronegócio e da geração de empregos.

Vou provar para o Brasil

O deputado federal João Rodrigues (PSD) está preso há quase sete meses e não esconde a sua indignação. “O que me machuca é que o próprio relator do processo (Luiz Fux) me absolve, diz que não tem dano ao erário”, afirma.  O que mais tem deixado o deputado triste é quando é citado pela imprensa nacional como “deputado presidiário”. Este é um dos principais motivos para tentar concorrer a mais um mandato em Brasília. “Vou provar para o Brasil que me fizeram uma injustiça”, garante. Rodrigues só terá o nome registra no dia 15 de agosto se estiver com a ficha limpa.

PP do sul na majoritária

Líderes políticos do PP, tendo à frente o prefeito Joares Ponticelli, realizam nesta quarta-feira (25) uma reunião em Tubarão para solicitar uma vaga na majoritária para a eleição de outubro. O argumento principal é que o Sul é onde o PP é mais forte no estado, o que lhe dá direito a pleitear um espaço diferenciado. Participaram os deputados Jorge Boeira, Valmir Comin e José Milton Scheffer, entre outras lideranças progressistas.

Aliança entre PSD, PSB e PSDB

Os líderes Jorge Bornhausen, Paulinho Bornhausen e Raimundo Colombo estiveram reunidos em São Paulo, no domingo com o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) e o presidente nacional do PSD, ministro Gilberto Kassab. Em discussão as possibilidades de alianças para a eleição em Santa Catarina.

PSDB e PP

Mesmo sem definições sobre alianças e vice na chapa majoritária da maioria dos partidos, as conversações de bastidores continuam. Neste final de semana o senador Paulo Bauer, pré-candidato ao governo pelo PSDB, se reuniu com o também pré-candidato ao governo Esperidião Amin (PP) para discutir uma aliança entre os dois partidos.  As conversas têm sido mantidas em segredo, mas existe um alinhamento forte entre os dois partidos, visando às eleições deste ano.

Mariani diz estar tranquilo

O deputado federal e pré-candidato ao governo pelo MDB, Mauro Mariani, afirmou que está tranquilo e trabalhando muito para fortalecer o seu projeto político. Internamente no partido Mariani garante que as coisas começam a tomar corpo. Quanto às duas vagas ao senado que precisa para negociar uma ampla aliança, garante que está tudo bem encaminhado, já que o deputado federal Valdir Colatto vai à reeleição, o mais inflexível é o ex-governador Paulo Afonso Vieira. Mariani vai procurá-lo para uma conversa novamente. Já o encaminhamento do chamado centrão, para apoiar Geraldo Alckmin no plano nacional, acredita que não vai interferir nas composições que ele costura em Santa Catarina.

Infrações trabalhistas

O novo ministro do Trabalho do governo do presidente Michel Temer, Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello, foi autuado 24 vezes, entre 2005 e 2013, por fiscalização do Ministério do Trabalho.  Nesse período, ele foi alvo de infrações  trabalhistas  na fazenda de sua propriedade,  em Conceição do Rio Verde, no Sul de Minas Gerais.No período da fiscalização, Vieira de Mello era desembargador e vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, em Belo Horizonte. Como você vai levar este governo a sério?

Dia do volto…

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava-Jato, afirmou em carta que vai criar o “Dia do Volto”, em alusão ao Dia do Fico, quando Dom Pedro decidiu ficar no Brasil, em 1822, ao invés de ir para Portugal, como mandava a Corte do país. A carta foi direcionada ao presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana. “O imperador Dom Pedro I criou o Dia do Fico. E eu vou criar o dia do ‘Volto’ para, junto com o povo, fazer o Brasil feliz outra vez”, escreveu o ex-presidente ao amigo.

Candidatura de Lula

Neste final de semana, o Partido dos Trabalhadores vai fazer lançar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em oito estados, começando na sexta-feira (27), no Espirito Santo e no Rio Grande do Norte. No sábado (28), serão outros sete lançamentos, incluindo o Rio de Janeiro. Ainda no sábado, outros quatro estados – Mato Grosso do Sul, Pará e Rio Grande Sul e São Paulo – fazem o lançamento da campanha. No domingo (29) será a vez do estado de Alagoas.

 

Cartão Sipag

Parceiros

Tiecher Banner
Piccoli Parceiros
Tatu parceiros
Wilson Martins

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM