quinta, 01 de outubro de 2020 - 02:14:30 AM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 29 de janeiro de 2020 - 5:24 PM

Deputada Luciane Carminatti está bem nas pesquisas em Chapecó

App Sicoob

 

Venho falando com vários amigos chapecoenses sobre a possibilidade real do PT ganhar as eleições no município, caso a direita se dividir. Muitos não acreditam, mas começam a mudar de opinião. Uma pesquisa recente mostrou a deputada Luciane Carminatti liderando, sem a presença de João Rodrigues, que hoje lidera as pesquisas em todos os quadros, caso dispute as eleições.

Direita pode perder o poder

Esta pesquisa mostrando a deputada Luciane Carminatti na frente, surpreendeu até mesmo os petistas, mas ao mesmo tempo animou o partido. Já Carminatti afirma que ainda não decidiu se vai concorrer a eleição, afinal ela já disputou em 2016. Mas seu nome é voz corrente desde o ano passado e o mais forte que o PT tem para lançar no momento. A direita que acorde e se una, pois pode sim, perder a eleição para o PT, depois de 16 anos no poder.

 João ou Fabiana Rodrigues

O ex-deputado João Rodrigues (PSD) garante que sua pré-candidatura a prefeito de Chapecó, não tem restrições e afirma que nem ele ou sua esposa Fabiana, lançaram pré-candidaturas à prefeitura, ainda, mas o que existe é um clamor de companheiros de partido e amigos para que ele dispute a eleição. Isto mostra que o PSD tem opções para a majoritária, entre outros nomes. Mas nos bastidores as pesquisas do partido dão larga vantagem para Rodrigues perante os adversários.

Buligon não pode concorrer a prefeito

O prefeito de Chapecó (DEM) estava pronto para ir à reeleição, mas uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acabou com sua pretensão Conforme o TSE, Buligon assumiu o mandato no lugar de José Caramori,  quando era vice, e concorreu à reeleição, então está impedido de novamente concorrer a prefeito. Sem dúvidas esta decisão fortalece muito a pré- candidatura de João Rodrigues, caso decida concorrer.

Tucanos têm candidato…

Conversei com vários tucanos que defendem o nome do empresário Péricles Vicini como pré-candidato do PSDB a prefeito nesta eleição. “Xanxerê precisa de sangue novo”, me confidenciou um tucano.  OPSDB vive um novo momento e, sem dúvidas, o nome de Vicini é um dos que o partido tem para apresentar para a sociedade.

PSL procura Bortoluzzi

O ex-prefeito Bruno Bortoluzzi (PSDB) me confirmou que o presidente estadual do PSL, deputado federal Fábio Schiochet, o visitou e colocou o partido a sua disposição, caso queira trocar de agremiação. Na realidade, fez um convite especial para Bortoluzzi ir para as fileiras do PSL. Bruno agradeceu o convite e ficou lisonjeado. Uma coisa é certa, o ex-prefeito quer saber antes como vai ficar o PSDB com a entrada de Gelson Merisio, para depois, sim, tomar uma decisão.

Fantasma Gasparzinho?

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Décio Lima, em sua passagem por Xanxerê, no último sábado (25), soltou o verbo, quando questionado sobre o que achava do primeiro ano do governo de Carlos Moisés. “Um governo desastroso no momento que o estado vive. Neste momento, precisaríamos de criatividade e protagonismo de um governo atuando forte na economia e suas vocações naturais. Não vejo motivo algum para aplaudir os acontecimentos até aqui. Entramos no segundo ano de um governo que parece um “Gasparzinho”, ele sumiu e não toca a vida do povo catarinense”, afirmou.

Garcia, o protagonista

O presidente da Alesc, deputado Júlio Garcia (PSD) inicia o ano ganhando notoriedade como protagonista, afinal está nas mãos dele a análise do impeachment do governador Carlos Moisés (PSL). Tudo vai depender da forma que Garcia vai conduzir os trabalhos. Ele começa o ano como protagonista de um fato político relevante, pode ser a volta por cima através deste fato, basta saber capitalizar politicamente. Sem falar que a oposição não tem coragem para buscar um enfrentamento contra o governador em época de campanha, convenhamos.

Destaque nacional

Mesmo isolado em alguns momentos no seu primeiro ano de governo, o governador Carlos Moises (PSL) ganhou destaque nacional. Um ranking acerca do desempenho dos mandatários estaduais mostrou que os governadores brasileiros cumpriram, em média, 18% de suas promessas de campanha, apresentadas em 2018. São consideradas promessas de campanha o plano de governo registrado no TSE e compromissos feitos em debates e entrevistas no período eleitoral. O governador Moisés está entre os cinco melhores governadores. Ele entra no ranking como “Governadores com desempenho acima da média”, com 30,76% e aparece na 4º posição no ranking.

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Inviolavel
Momento FM