quarta, 26 de junho de 2019 - 01:34:17 PM
quarta, 26 de junho de 2019 - 01:34:17 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 08 de abril de 2019 - 4:48 PM

Disputa interna para presidência do MDB SC

Reana Seguros

Continua a disputa interna para ver quem será o candidato a presidente do MDB catarinense.  A maioria dos líderes emedebistas fechou com o senador Dário Berger, mas o deputado federal Celso Maldaner insiste em manter sua candidatura e garante que vai para a disputa. Berger tem mais representatividade, mas também tem desgaste junto à justiça e no partido, enquanto Maldaner, não. Seria o novo.  Mas em uma possível disputa entre os dois, Berger ganha.

Consórcios

O governador Carlos Moisés (PSL) começa a interagir com os prefeitos e ganhar apoio. A primeira ação que ganhou admiração por parte dos prefeitos foi o consórcio entre municípios que será estimulado pelo Estado para a produção de asfalto. E a participação de Moisés na Marcha dos Prefeitos, em Brasília, promovida pela Confederação Nacional dos Municípios em sua décima segunda edição, a partir desta segunda-feira (8).

Ministro da educação

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, foi demitido na manhã desta segunda-feira (8). A informação foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que anunciou o professor Abraham Weintraub para o lugar.  Convenhamos, o ex-ministro não acertou uma enquanto esteve frente ao ministério, foram inúmeras trapalhadas, tantas que geraram sua demissão. No final de semana correu o boato que o senador Esperidião Amin estava sendo sondado para o cargo, o que não se confirmou.

Bolsonaro fritou o ministro

Na realidade, a exoneração do ex-ministro já era esperada há dias, quando vazou a informação para a imprensa, mas o presidente Bolsonaro negou chamando de “fake news”. Só que na sexta-feira (6) O próprio presidente “fritou” o auxiliar. “É uma pessoa bacana, honesta, mas está faltando gestão, que é uma coisa importantíssima. Vamos tirar a aliança da mão esquerda e pôr na mão direita ou na gaveta”, disse.

Amin negou

Antes do anúncio do novo ministro da Educação, o senador Esperidião Amin (PP) negou que tivesse recebido um convite para comandar o Ministério da Educação, com a anunciada demissão do ministro Ricardo Vélez Rodríguez. pelo presidente Jair Bolsonaro. Mas nos bastidores é dado como certo que senador Amin foi sondado, sim, por lideranças ligadas ao presidente Bolsonaro.

Avaliação

Uma pesquisa Datafolha confirmou que o presidente Jair Bolsonaro tem a pior avaliação de início de governo, desde Fernando Collor de Mello, então no PRN. Os números desfavoráveis podem estar relacionados à pauta impopular da Reforma da Previdência, além de outras ações desastradas do presidente nestes cem dias de governo.

Apoio à reforma

Em relação à reforma da Previdência, o ministro Paulo Guedes conta com apoio nos estados e municípios.  “O bom é que como está cheio de governador também do PT, prefeito do PT, todo mundo sem dinheiro, acho que a aposta vai ser maciça. Se o voto fosse secreto, essas reformas seriam aprovadas muito rápido”, disse.  Não adianta, quando a falta de verba bate na porta, todos são suscetíveis à negociação. Este é outro lado da política. Manda quem pode, obedece quem precisa.

Pardais

Lobistas da bilionária indústria da multa pressionam seus parceiros em órgãos de trânsito para divulgarem números milagrosos sobre radares (ou pardais), após Bolsonaro suspender a compra de oito mil deles. Esta fábrica de multas tinha que acabar mesmo.

Cartão Sipag

Parceiros

Tiecher Banner
Piccoli Parceiros
Wilson Martins
Tatu parceiros

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM