quarta, 23 de outubro de 2019 - 06:18:25 PM
quarta, 23 de outubro de 2019 - 06:18:25 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 01 de outubro de 2019 - 7:48 PM

Emedebistas querem independência no estado

Reana Seguros

Mesmo que a bancada do MDB tenha anunciado na Assembleia Legislativa apoio ao governo de Carlos Moisés (PSL) não significa que este é o pensamento da maioria do partido. Lideranças do partido, como a deputada Ada de Luca, o vice-presidente estadual Edinho Bez, a ex-deputada Dirce Heiderscheidt e os ex-governadores Casildo Maldaner e Paulo Afonso Vieira, já tinham manifestado a independência do partido no estado. Na reunião de segunda-feira (30) do diretório estadual ficou decidido que o partido terá uma postura de independência em relação ao governo de Moisés da Silva, frisando que não ocupa, nem ocupará cargos por indicação política na gestão do atual governador.

 MDB quer candidatura a prefeito nas principais cidades

Ficou definido na última reunião do diretório estadual do MDB que o partido lançará candidaturas próprias às prefeituras dos municípios catarinenses, que terão propaganda eleitoral na TV em 2020, reafirmando o papel de protagonista que o partido sempre desempenhou nas eleições do Estado.

Futuro da sigla

O diretório estadual também tratou de temas que monopolizaram as discussões no partido nas últimas semanas. Uma delas foi o futuro da sigla, pós-convenção nacional, marcada para o próximo dia 6, em Brasília. O MDB irá aceitar a segunda vice-presidência nacional do partido, oferecida ao deputado federal Carlos Chiodini pelo também deputado federal Baleia Rossi (SP), que será eleito presidente do MDB na convenção.

Desafio do MDB para as eleições

O MDB catarinense tem um grande desafio pela frente, nas próximas eleições, que é achar nomes de lideranças para eleger a prefeito nas principais cidades do estado, como São José, Blumenau, Criciúma, Lages e Chapecó. Já em Xanxerê o ex-vereador e advogado Adenilso Biasus terá este desafio. O seu nome foi definido como pré-candidato a prefeito. Mas antes o MDB precisa oxigenar o partido e buscar um aliado de peso para compor a chapa majoritária, se quiser ter sucesso em seu projeto político. Hoje os partidos que agregam são PSDB, PR e DEM. Mas até as eleições muita coisa pode acontecer.

Falta de um líder

Desde a morte do grande líder, o ex-governador Luiz Henrique da Silveira, o MDB catarinense ainda não conseguiu alguém para substituir LHS na liderança do partido. Nem mesmo Pinho Moreira ocupou este espaço, mesmo sendo uma das principais lideranças do MDB no estado. O MDB, como todo partido em nível nacional é dividido em feudos e no estado não é diferente. O novo presidente, deputado federal Celso Maldaner, busca unificar o MDB, mas esta missão vai levar tempo, pois tem reservas por parte de alguns líderes emedebistas.

Merisio vai para o Republicanos

Foram meses de namoro entre o ex-deputado Gelson Merisio (sem partido) e a família Amin. Merisio negociou sua ida para o PP, mas queria sua pré-candidatura ao governo para 2022 garantida. Isto não aconteceu, à família Amin tem outros planos e deve lançar alguém da família ao governo nas próximas eleições. Diante disto, Merisio conversou com outros partidos, a exemplo do DEM, PSDB, entre outros. Mas Merisio deve ir mesmo para o Republicanos, ex-PRB. As negociações ocorrem diretamente via direção nacional do partido. A conferir.

Farmacinha?

O ex-procurador da República, Rodrigo Janot, fala em seu livro que em seu gabinete tinha um bar com bebidas alcoólicas que chamava carinhosamente de “Farmacinha”. Janot relata no livro que às vezes reunia sua equipe na “Farmacinha” e “todos voltavam ao trabalho” após “uma dose de qualquer bebida”. “Para tudo, moçada! Todo mundo para a Farmacinha, sô!”, dizia Janot quando queria a equipe participando de uma “solução heterodoxa”. Ao definir a “Farmacinha”, Janot afirmou que mantinha “vinho, cerveja, uísque, cachaça, rum, vodca, gim, etc”. Só faltou explicitar o “etc”.

Cartão Sipag

Parceiros

Tatu parceiros
Piccoli Parceiros
Tiecher Banner
Wilson Martins

Publicidade

Inviolavel
Momento FM