quarta, 26 de junho de 2019 - 01:34:05 PM
quarta, 26 de junho de 2019 - 01:34:05 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 25 de janeiro de 2019 - 8:14 PM

Governador Moisés volta com boas notícias

Reana Seguros

Em sua primeira viagem a Brasília, depois de empossado, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), mostrou que está bem articulado junto ao governo Bolsonaro e sabe as demandas que o estado necessita. O ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) foi quem deu as melhores informações a Moisés. Garantiu que haverá recursos para o andamento da duplicação das BRs 470, com a possibilidade de entrega de 12 quilômetros ainda este ano, e 280, que receberá R$ 65 milhões nas próximas semanas. O ministro acrescentou que outros focos são as melhorias em rodovias do Oeste e a conclusão da terceira faixa da Via Expressa (BR-282), em Florianópolis, e o contorno de Jaraguá do Sul, mais o compromisso para agilizar as obras de acesso ao novo terminal do Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

Senador Berger é internado

O senador Dário Berger (MDB) foi internado na noite desta quinta (24) no Hospital de Caridade, em Florianópolis, onde permaneceu em observação por cerca de três horas, antes de retornar à residência no bairro de Itaguaçú. O assessor dele, Fabiano Amaral, informou que Dário teve um pico de pressão (hipertensão), foi estabilizado e não há gravidade no quadro apresentado.

Sintonia com governo

Conforme o presidente da Fecam, o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, a entidade já está atuando em sintonia e buscando maior aproximação com o governo do Estado. Ponticelli fez menções elogiosas ao governador e secretários de Estado, com quem ele esteve reunido. O presidente da Fecam anunciou que, entre outras ações, o governador e a secretaria da Fazenda vão entrar na luta para que o ISS cobrado sobre operações com cartões de crédito, de débito, leasing e planos de saúde, fique nos municípios.

Lealdade a Merisio

Ponticelli voltou a afirmar sua lealdade ao deputado Gelson Merisio (PSD). Vale lembrar que Ponticelli só tornou-se prefeito de Tubarão porque foi incentivado pelo próprio Merisio e pelo ex-governador Raimundo Colombo. Respaldo que foi político e financeiro. Os dois líderes do PSD viabilizaram quase R$ 50 milhões de investimentos para Tubarão. O prefeito apoiou Merisio, que disputou o segundo turno em Santa Catarina, com o governador Moisés.

Auxílio mudança

O deputado federal Celso Maldaner (MDB) foi um dos poucos parlamentares que já devolveu, através de pagamento de guia “GRU” à Câmara dos Deputados, o valor que recebeu referente ao chamado “auxílio mudança” no valor líquido de R$ 24.478,18.

Combate à corrupção

Os três poderes de Santa Catarina terão que adotar uma série de mecanismos de combate à corrupção e aos desvios éticos determinados pelo Programa de Integridade e Compliance. A lei que cria o modelo foi sancionada pelo governador Carlos Moisés, com base em projeto do deputado Gabriel Ribeiro (PSD). A palavra inglesa Compliance significa estar de acordo com as normas, e este programa tem sido adotado pelo mundo corporativo. Em 30 artigos, a Lei 17.715 estabelece objetivos para prevenir possíveis desvios de conduta, fomentar a cultura de controle interno da administração, adotar boas práticas de gestão e estimular o comportamento íntegro de quem atua no serviço público, seja servidor ou agente político.

Aliado de Bolsonaro

O senador eleito Esperidião Amin (PP) sabe que tem pela frente uma árdua batalha para conquistar a presidência do senado federal. Mas é inegável que Amin tem prestígio em especial com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), que já manifestou carinho e amizade pelo senador Amin, o que de certa forma incentiva ainda mais Amin a disputar a vaga. Resta saber se conseguirá apoio para este feito. Mas, sem dúvidas, o senador está preparado para o cargo e seria um forte aliado para Bolsonaro no senado.

Planalto deve ficar de fora

Com todo o respaldo que pode ter junto aos que apoiam Bolsonaro no Senado, Amin foi categórico  ao afirmar que o Planalto não deve se intrometer na escolha, o que também deve se estender à disputa ao comando da Câmara dos Deputados. Amin sabe muito bem que, no atual cenário, com a fragmentação de partidos nas duas casas, uma ação de Bolsonaro poderia dificultar ações do Executivo.

Michele Bolsonaro é investigada

A primeira-dama Michelle Bolsonaro terá suas informações fiscais investigadas pela Receita Federal em procedimento administrativo, conforme apurou o Valor. Na investigação instaurada pela Receita, a partir de rastreamentos financeiros do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), são investigados 27 deputados estaduais do Rio.

Cartão Sipag

Parceiros

Wilson Martins
Tatu parceiros
Piccoli Parceiros
Tiecher Banner

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM