domingo, 29 de novembro de 2020 - 10:04:06 PM
domingo, 29 de novembro de 2020 - 10:04:06 PM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 20 de novembro de 2020 - 4:25 PM

Governo de SC prepara plano de contingência para verão com coronavírus

App Sicoob

 

O governo de Santa Catarina prepara um plano de contingência contra o coronavírus voltado para a temporada de verão no Estado. Em entrevista ao Jornal do Almoço desta sexta-feira (20), na NSC TV, o secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, afirmou que a intenção do plano é trazer “o máximo possível” de segurança para população.

Segundo Motta, o plano está sendo elaborado por agências do governo em parceria com setores empresariais como o hoteleiro e o de lazer. A ação busca preparar medidas diante do esperado aumento de pessoas em Santa Catarina durante a alta temporada. Nós sabemos que vai aumentar o número de pessoas no verão em Santa Catarina, e a gente tem que estar preparado para esse enfrentamento, seja com regra clara, com fiscalização, com normas e também com estrutura de saúde suficiente para atender essa demanda. Isso está sendo feito pelo Estado — declarou o secretário.

Santa Catarina tem registrado agravamento da pandemia nas últimas semanas. O Estado soma agora 21.536 casos ativos da doença, conforme dados desta quinta (19) – o número mais alto de pacientes em tratamento desde o início da pandemia.

São 311,3 mil casos confirmados desde março e mais de 3,4 mil mortes provocadas pelo coronavírus. Além disso, segundo a última atualização do mapa de risco do governo, há 3 regiões em alerta gravíssimo e 13 em risco grave para a Covid-19.

Na entrevista à NSC TV, Motta Ribeiro disse que um dos planejamentos do governo é a manutenção de todos os leitos de UTI para coronavírus até pelo menos o final do ano.

— Infelizmente, algumas unidades hospitalares desativaram quase 200 leitos no Estado de Santa Catarina. Nós estamos notificando os hospitais, inclusive copiando ao Ministério Público a necessidade que esses leitos estejam disponíveis para a população, porque garantia de custeio nós temos.

O secretário rebateu críticas sobre suposta inação do governo catarinense diante do recente agravamento da pandemia. Motta disse que “não há apagão algum” no enfrentamento à doença e afirmou que o Estado “está cada vez mais envolvido em trazer soluções” para a crise sanitária.

— O Estado está, sim, na linha de frente, nós temos nos reunidos sistematicamente todos os dias com os municípios para tentarmos soluções outras ao que está posto — enfatizou.

​Motta também voltou a dizer que o enfrentamento da pandemia exige responsabilidade do governo, mas também dos municípios e das próprias pessoas.

— Um dos pilares desse enfrentamento é justamente o reforço das campanhas de orientação e de educação da população. E nós precisamos do envolvimento de todos, da imprensa, do setor privado e dos gestores públicos estaduais e municipais. As pessoas precisam entender que as regras sanitárias postas lá no início do enfrentamento, em março, que é o uso de máscara, distanciamento, lavagem de mãos, ambientes arejados, limpeza de superfícies, isso tem resultado — declarou. NSC

Parceiros

Publicidade

Inviolavel
Momento FM