segunda, 17 de janeiro de 2022 - 12:28:09 AM
segunda, 17 de janeiro de 2022 - 12:28:09 AM
Lucio Jaques
App Sicoob
PUBLICADA EM 14 de janeiro de 2022 - 2:00 PM

Guedes virou uma figura decorativa no Ministério da Economia. Quem manda é o Centrão.

Lamentavelmente, a figura do ‘Super Ministro” Paulo Guedes, por fim, definhou. Há três anos, Guedes surgiu na equipe do presidente Jair Bolsonaro como a espinha dorsal do governo trazendo consigo a esperança de grandes mudanças econômicas. Guedes chegou a ser taxado de “Super Ministro”, gerando grandes expectativas na comunidade econômica e entre os brasileiros. Economista, foi um dos sócios fundadores do Banco Pactual, diretor técnico, sócio e docente do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC), na década de 1980, onde atuou por dezesseis anos. Enfim, prometia ter a bagagem, experiência e conhecimento para fazer as mudanças e projetos econômicos necessários para o país sair da crise. Mas demonstrou ser, na realidade, apenas um especulador financeiro.

Guedes não conseguiu fazer, nem impor, as reformas necessárias na área da economia, nem conseguiu implementar projetos estruturantes que fizessem a roda da economia girar com a velocidade necessária para oportunidades e crescimento. Membros de sua equipe o abandonaram no meio do caminho, por não concordar com a sua forma de trabalho. Agora, como a última pá de cal, o presidente Bolsonaro tirou o seu poder da pasta e deu o poder de decidir sobre o orçamento da União ao principal líder do Centrão, o deputado Ciro Nogueira (PP-PI), junto com Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, deixando claro que Guedes passou a ser apenas uma figura decorativa nas decisões do Ministério e no governo. Guedes perdeu o pouco poder que tinha. Não seria a hora de Guedes deixar o governo, enquanto ainda merece algum respeito, pessoal e profissional? Com certeza, o seu lugar não é mais no governo Bolsonaro, muito menos frente ao Ministério da Economia. Guedes está desmoralizado e perdeu o comando da equipe econômica. Este lugar tem outro comandante: o Centrão. Chegou a hora de Guedes pegar o seu banquinho e seguir em frente, enquanto ainda tem o respeito do mercado econômico pela sua história como especulador financeiro. Como Ministro da Economia deixou muito a desejar. Foi um fracasso.

 

 

 

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Momento FM

Publicidade

Inviolavel
Inviolavel