segunda, 25 de maio de 2020 - 02:24:50 PM
segunda, 25 de maio de 2020 - 02:24:50 PM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 02 de abril de 2020 - 4:04 PM

Hospital de Florianópolis troca corpos e assessor parlamentar é enterrado por engano

Os corpos de dois homens que morreram no Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), hospital especializado em tratamento de câncer em Florianopolis, foram trocados e um deles acabou sendo enterrado no lugar do outro. O caso aconteceu nesta quarta-feira (1º).

A família do homem sepultado por engano recebeu nesta quinta (2) autorização do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) para exumar o corpo e realizar a cerimônia de despedida. 

O homem sepultado por engano era Carlos Henrique Teixeira Barbosa, 60 anos. Ele trabalhava como assessor parlamentar do deputado estadual Padre Pedro Baldissera (PT).

Carlos morreu na quarta, vítima de câncer, e foi sepultado no mesmo dia no Cemitério São Francisco de Assis, em Florianópolis, como se fosse outro homem, que havia falecido no dia anterior.

Segundo o despacho do TJ-SC que autorizou a exumação, houve um equívoco no Cepon na hora de identificação dos dois corpos.

Além disso, a troca não foi percebida depois porque o procedimento de liberação do corpo para o primeiro sepultamento, do homem que morreu na terça-feira (31), não foi acompanhado por familiares e porque o caixão dele foi mantido fechado durante o velório.

Ainda de acordo com o despacho do TJ-SC, apenas quando familiares do assessor parlamentar foram até o Cepon para a liberação do corpo dele é que o erro foi constatado.

Família entrará na Justiça por dano moral

A família de Carlos entrará na Justiça com pedido de dano moral, segundo o advogado Murilo Silva, que trabalhava com o assessor parlamentar.

— A família ficou extremamente chateada pelo duplo sofrimento, e ingressará com ação de dano moral contra o Estado. Apesar de reconhecerem o tratamento exemplar obtido no Cepon, foi uma situação de negligência total — disse Murilo.

O deputado Padre Pedro também se manifestou, afirmando estar “extremamente chocado com o ocorrido”.

O corpo de Carlos Henrique Teixeira Barbosa foi exumado na manhã desta quinta e velado na Capela São Pedro, no Cemitério do Itacorubi. O enterro estava marcado para as 14h.

Cepon reconhece erro e lamenta ocorrido

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, o Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon) reconheceu que houve um erro e lamentou o ocorrido.

“O Cepon lamenta profundamente o erro cometido e esclarece que, no momento em que foi identificado, tomou todas as providências para repará-lo. Todo o apoio foi prestado à família, assim como as providências legais foram tomadas para que o equívoco fosse reparado. O Cepon está tomando todas as providências para que o fato não se repita”, informou a nota. NSC.

Cartão Sipag

Parceiros

Tiecher Banner
Piccoli Parceiros
Tatu parceiros

Publicidade

Vicini
Inviolavel
Momento FM