quarta, 21 de abril de 2021 - 04:57:24 AM
quarta, 21 de abril de 2021 - 04:57:24 AM
Lucio Jaques
App Sicoob
PUBLICADA EM 07 de abril de 2021 - 10:00 AM

Impeachment em SC: indefinição que prejudica a população

Compra Lergal

 

Após a sessão do Tribunal Misto de Julgamento do Impeachment, no dia 26 de março, e que resultou no afastamento de Carlos Moisés da Silva do cargo, a acusação já entregou seu libelo acusatório, pedindo oitiva de duas testemunhas e busca de informações. A defesa do governador afastado já apresentou suas provas e abriu mão de novas testemunhas e diligências. Quer acelerar o processo. 

Agora, os próximos passos dependem dos prazos estabelecidos pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJ), desembargador Ricardo Roesler, sobre as oitivas e diligências solicitadas. Não há data prevista e a informação da assessoria do TJ é de que há requerimentos para serem analisados antes. O julgamento precisa ocorrer em até 120 dias. 

No chamado primeiro impeachment, em 2020, o julgamento final ocorreu em 30 dias. Independente do seu resultado final, o mais importante é que a celeridade se repita, e o julgamento seja o mais rápido do possível. 

Por mais que um Governo interino tente, é inquestionável que, em meio a um impeachment muita coisa não anda. E quem perde com essa espera e indefinição é a sociedade catarinense, que precisa de segurança nas ações de combate à pandemia e de retomada econômica. Santa Catarina precisa de previsibilidade. NSC

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Publicidade

Inviolavel
Momento FM