domingo, 28 de novembro de 2021 - 07:58:39 PM
domingo, 28 de novembro de 2021 - 07:58:39 PM
Lucio Jaques
App Sicoob
Topo 11
PUBLICADA EM 18 de novembro de 2021 - 1:31 PM

João Rodrigues diz que conversa com o PP e “tudo é possível…

Natal XXe

Conversei com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), sobre a especulação de que ele poderia se filiar ao Partido Progressistas (PP). O prefeito foi taxativo em afirmar que houve uma conversa entre ambos, há alguns meses, sim. “Ficamos de voltar a conversar, novamente, mas ainda não deu. Mas logo, logo, estaremos juntos novamente. O momento, agora, não é de trocar de partido. Estamos conversando juntos. O senador (Esperidião Amin) é meu amigo, somos parceiros e o PP é um grande partido, que admiro. Mas não dá para dizer que não é possível. Tudo é possível”, afirmou.

 João busca outros horizontes

Para um bom entendedor, meia palavra basta. A realidade é que o prefeito de Chapecó e pré-candidato a governador, João Rodrigues, não está sendo ouvido, muito menos apoiado, em seu projeto político para as eleições do ano que vem ao governo do estado. O PSD está mais preocupado em apoiar o governo de Carlos Moisés, do que investir em um projeto para o governo do estado. Rodrigues vem levando o seu projeto em carreira solo, o que não impediu de sua pré-candidatura ganhar musculatura política e visibilidade, mas parece que o PSD se nega a abraçar esta causa, só restando a ele visualizar outros horizontes, para manter vivo seu projeto político. Então, o PP passa a ser uma opção viável para isto.

PSD não sabe o que vai ser nesta eleição

Nos bastidores a conversa é que as lideranças pessedistas estejam dificultando o reconhecido espaço para João Rodrigues disputar uma chapa majoritária. Vale lembrar que já na última eleição Rodrigues manifestou interesse em disputar o governo do estado, mas foi vetado de certa forma, não obteve o apoio necessário do partido e Gelson Merisio disputou a eleição, mesmo com o partido dividido. Parece que o PSD não aprendeu a lição e volta a repetir os mesmos erros um ano antes da eleição e continua sem saber o que fazer ou ser. Discussões e conjeturas de bastidores são de que o PSD venha apoiar o projeto do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), a governador pela “União do Brasil”. Já a vaga para senador seria para o ex-governador Raimundo Colombo (PSD).

PL realiza encontro estadual

O Partido Liberal (PL) realiza neste sábado (20) um encontro estadual em Lages, no Centroserra Convention Center, a partir das 9h30. O evento contará com as principais lideranças do partido. O encontro contará, ainda, com a presença do presidente do PL do Espírito Santo, pastor Magno Malta. Conforme o presidente estadual e pré-candidato a governador, senador Jorginho Mello, o objetivo é reunir as lideranças, as bases e os apoiadores para avaliar o ano de 2021, mas, principalmente, focar nos compromissos com Santa Catarina. Com certeza um dos focos do encontro deve ser a ida do presidente Jair Bolsonaro para o partido.

Debate de conciliação do PSDB

Na última quarta-feira (17), aconteceu um debate dos pré-candidatos à presidência pelo PSDB. Foi um debate morno entre os três pré-candidatos tucanos, os governadores do Rio Grande do Sul Eduardo Leite, João Dória de São Paulo e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. Este debate foi mais para demonstrar ao eleitor, uma conciliação entre os pré-candidatos e vender uma imagem de unidade dos tucanos, independente de quem venha a ser escolhido como candidato a presidente. Ao mesmo tempo, os tucanos aproveitaram para se posicionar com opção entre os pré-candidatos Lula e Bolsonaro. Ambos apresentaram algumas ideias de como serão suas ações, caso sejam eleito presidente. Mas sem aprofundar como serão os projetos de seus governos para mudar este momento difícil pelo qual passa o país. Se detiveram mais em atacar o governo Bolsonaro e apagar a imagem de disputa interna que vem sendo acirrada, com afagos entre ambos no início do debate. Coisa para Inglês ver.

Dória será o candidato do PSDB à presidência

Não quero aqui antecipar a definição de quem será o pré-candidato escolhido pelos tucanos, nas prévias, que acontecem no próximo domingo (21). Mas o governador de São Paulo, João Dória, leva vantagem perante seus adversários – Eduardo Leite e Arthur Vírgilio, não só pela articulação, mas pela grandeza do seu colégio eleitoral.  Dória está trabalhando profissionalmente, politicamente falando, com uma equipe de profissionais em busca da afirmação de sua candidatura e vem conquistando espaços,  até no Rio Grande do Sul, sem falar que tem recursos. Já Eduardo Leite se apresenta como o jovem e novo na política, chega a ser ingênuo em alguns momentos. Virgílio está mais para o “vô não vô”, chegou até declarar apoio a Eduardo Leite no começo do mês, mas foi mais para confundir e tirar apoio de Dória. A conferir.

 

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Center Hotel

Publicidade

Inviolavel
Momento FM