quarta, 26 de junho de 2019 - 12:48:59 PM
quarta, 26 de junho de 2019 - 12:48:59 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 24 de abril de 2019 - 6:29 PM

Luciane Carminatti diz que não vai dar cheque em branco ao governo

Reana Seguros

A deputada Luciane Carminatti (PT) se posicionou contrária à reforma administrativa do governador Carlos Moisés (PSL) e deixou claro distribuindo plaquinhas com os dizeres: “Não vamos assinar cheque em branco”. Isto aconteceu na sessão da Alesc de terça-feira (23).

Reforma administrativa

A proposta de reforma administrativa do governo Moisés tem sido muito questionada pelos deputados na Assembleia Legislativa. Já são 170 artigos. Pelo levantamento das comissões técnicas da alesc, 36 deputados estaduais apresentaram 126 questionamentos e dúvidas sobre o projeto governamental. Um sinal claro que não será assim tão fácil a proposta ser aprovada, sem perder algumas gordurinhas, apresentadas no projeto pelo governador. Moisés vai ter que gastar saliva e ouvir os deputados.

Frente Parlamentar da Suinocultura

Foi instalada a Frente Parlamentar da Suinocultura na última terça-feira (23) na Assembleia Legislativa, quando reuniu deputados, prefeitos, vereadores, produtores, entidades e núcleos representativos de mais de 20 municípios. O deputado estadual Altair Silva (PP) proponente da frente, foi eleito por unanimidade, como coordenador, e destacou que o desafio será grande. “Será uma honra estar à frente dos trabalhos em prol de uma das principais atividades econômicas do Estado”, disse. Sem dúvidas, o deputado marcou preciosíssimos pontos perante os oestinos, em especial as agroindústrias e criadores de suínos.

Difícil consenso

Por mais que os líderes do MDB afirmem que o partido busca um consenso para escolha do novo presidente estadual da sigla, não será uma missão assim tão fácil. Os caciques estão cientes que o ex-governador Eduardo Pinho Moreira não colocará mais o seu nome, como já tinha manifestado,  e descartada a possibilidade dos deputados estadual Valdir Cobalchini e Moacir Sopelsa, surgiu o nome do senador Dário Berger, só que o deputado federal Celso Maldaner continua firme na sua campanha para chegar à presidência do MDB-SC. Sua assessoria está distribuindo a mensagem e o vídeo, assegurando a sua candidatura.

Mensagem de Maldaner

“Queremos fortalecer o MDB e promover as renovações que a sociedade mostrou que são necessárias. E é com o objetivo de resgatar esse debate, de trabalhar em cada canto de Santa Catarina, de fazer uma gestão com TRANSPARÊNCIA para todos os filiados que eu, Celso Maldaner, estou oferecendo o meu nome para a missão partidária mais importante de todas: a presidência do partido. Vamos romper com modelos que não se mostram mais eficientes para a missão que é fazer política, praticá-la e encará-la como um instrumento de transformação. Traga sua força para esse projeto, faça parte da nova trajetória do MDB”, afirma.

Governador cobra

O governador Carlos Moisés (PSL) participou do Fórum dos Governadores em Brasília, e cobrou uma maior atuação do governo federal em prol dos municípios. “A principal pauta foi a Previdência, os encaminhamentos que os governadores devem fazer para apoiar a reforma e os ajustes necessários, mas também discutimos a importância das ações de socorro ao saneamento fiscal dos estados, de forma emergencial”, enfatizou o governador.

Projetos futuros

O secretário de estado de São Paulo, Vinicius Lummertz (MDB), foi o anfitrião do encontro entre o presidente estadual do PSD, ex-deputado Gelson Merisio, com o governador João Dória (PSDB). A discussão foi em cima da atual  conjuntura e projetos futuros na pauta da conversa.

Pesquisa de Bolsonaro

O Ibope realizou uma pesquisa de 12 a 15 de abril e ouviu 2 mil pessoas para saber qual era a avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro. A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo do presidente Jair Bolsonaro variou de 34% para 35%. A avaliação negativa (ruim e péssimo) foi de 24% para 27%, também dentro da margem de erro.Desde o início do governo, em janeiro, o porcentual de pessoas que consideu o governo ótimo ou bom caiu 14 pontos, de 49% para 35%, mostra a série histórica do Ibope. Já a avaliação negativa subiu 16 pontos, de 11% para 27%, no mesmo período.

Redução da pena

Lula perdeu a chance de ganhar liberdade com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu sua pena para 8 anos e 10 meses de prisão. Se tivesse trabalhado desde que foi preso, em abril de 2018, Lula já teria abatido ao menos quatro meses da pena. Outras opções seriam submeter-se a cursos ou leitura de livros, tudo que o ilustre presidiário mais odeia. A pena de prisão é reduzida a cada três dias de trabalho, 12 horas de curso realizado ou por cada livro lido, com resumo apresentado. Já o ex-braço-direito José Dirceu reduziu a pena em cerca de seis meses trabalhando e fazendo cursos no cárcere.

Não incomode

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou em primeiro turno projeto do deputado Eduardo Pedrosa (PTC) criando o cadastro “Não Incomode”, para blindar os brasilienses dos irritantes telefonemas de telemarketing. Bem que este projeto poderia ser aprovado aqui em Santa Catarina. Tem operadores de telemarketing até de madrugada, final de semana e feriado nem contam.

Cartão Sipag

Parceiros

Tatu parceiros
Tiecher Banner
Wilson Martins
Piccoli Parceiros

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM