quarta, 25 de maio de 2022 - 11:47:11 PM
quarta, 25 de maio de 2022 - 11:47:11 PM
Lucio Jaques
Campanha Agasalho
PUBLICADA EM 07 de janeiro de 2022 - 11:38 AM

Luciano Hang aportou R$ 6 milhões em projetos da Rouanet nos últimos dois anos

A Lei Rouanet foi criticada mais uma vez por Bolsonaro nesta semana, mas o mecanismo de financiamento cultural tem sido usado com frequência por um dos principais aliados do presidente. Nos últimos dois anos, o empresário Luciano Hang, dono das Lojas Havan, aportou mais de R$ 6 milhões em projetos autorizados a captar recursos pela legislação.

O total de doações feitas por Hang por meio da Lei Rouanet supera R$ 23 milhões. Empresas que financiam projetos com o mecanismo podem abater parte do valor investido do imposto de renda.

O empresário contribuiu com 266 ações culturais, sendo a maioria proveniente de Santa Catarina. Entre elas, estão doações de R$ 240 mil para a produção do CD e do DVD do cantor Cesar Santoro e de outros R$ 250 mil para um documentário sobre a vitória de Luiz Henrique da Silveira na eleição de 2002 para o governo catarinense.

Segundo o sistema de consulta da Lei Rouanet, o prazo de captação para o documentário já foi renovado três vezes, enquanto o cantor Cesar Santoro teve o prazo de captação para o seu projeto estendido por quatro vezes. As últimas autorizações foram concedidas no início deste ano.

Em dezembro, a coluna mostrou que produtores culturais enfrentavam dificuldades no fim do ano passado para conseguir renovar a autorização para captar recursos. Há uma desconfiança geral de que Mario Frias age de forma intencional para impedir as renovações ao não analisar os projetos. Metrópoles

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Momento FM

Publicidade

Inviolavel
Inviolavel