domingo, 12 de julho de 2020 - 06:31:15 PM
domingo, 12 de julho de 2020 - 06:31:15 PM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 03 de março de 2020 - 5:21 PM

MDB lança Dário Berger pré-candidato a governador

App Sicoob

 

O presidente estadual do MDB deputado federal Celso Maldaner aproveitou a reunião com pré-candidatos a prefeito e vereadores emedebistas dos municípios da Grande Florianópolis, para lançar o senador Dário Berger como pré-candidato a governador em 2022. “A hora agora é de trabalhar para atingirmos nossa meta de chegar a 120 prefeitos e mil vereadores”, afirmou Maldaner. Está certo o presidente em lançar já o pré-candidato ao governo, mas tudo vai depender de como o partido vai se sair na eleição municipal. E, claro, tem que falar com os “russos”.

Vereador Wilson Martins troca de partido

Em entrevista exclusiva a este colunista, o vereador Wilson Martins confirmou que dia 5 de março oficializa junto ao PSDB, a sua saída da sigla. Conforme informações serão entregues várias fichas de ex-tucanos que irão junto com o vereador para o PSL.  Martins deve realizar um grande encontro para marcar a sua ida para o novo partido. Está sendo agendada uma data para a realização de um encontro regional com a presença do governador Carlos Moisés.

Vereador Piccoli sai do MDB

O vereador Vilson Piccoli me falou com exclusividade que vai pedir a sua desfiliação do MDB, depois de anos de militância. O vereador ainda não definiu qual o partido que vai se filiar, mas a data já está definida, será dia 10 de março. Piccoli não esconde o seu desejo de disputar a eleição para prefeito e sabe que no MDB não terá espaço, então vai  em busca de outra sigla. Piccoli vem sendo assediado por outras siglas que querem o vereador na chapa majoritária. Pelo visto, ele também quer.

Surpresa na eleição

A eleição em Xanxerê não tem nada definido, muita surpresas ainda devem acontecer até o mês de agosto, prazo final das convenções partidárias. Nos bastidores alguns nomes vêm sendo cogitados como possíveis candidatos, o que pode mudar os rumos das eleições municipais. São nomes novos, mas conhecidos pelo eleitorado. Em breve darei mais informações.

Janela partidária

O mês de março começa com novidades na política xanxerense. É que de 5 de março a 3 de abril abre a chamada janela partidária, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permite que vereadores e deputados possam trocar de partido, apenas durante um período determinado de um mês. O momento que a liderança política vai poder sair do seu partido e ir para outra sigla, sem risco de perder o mandato.

Fogo amigo, pero no mucho

Sob a batuta do governador Carlos Moises e do presidente estadual do PSL, deputado Fábio Schiochet, o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz, do MDB, assinou ficha no PSL. Até aí nenhuma novidade, mas o que chama a atenção é que o grupo do PSD destituiu o partido no município para apoiar o prefeito que foi para o PSL. Imagina como deve estar manso o maior opositor do governo Moisés, o presidente estadual, deputado Milton Hobus. Há quem critique Hobus que defende um discurso de oposição ao governo e na base fortalece o PSL. Será?

Greves não!

O governador iniciou o ano com princípio de greves que tem tirado o sono de Carlos Moisés. A começar com os policiais militares que até agora não chegaram a um acordo. Os praças marcaram uma nova assembleia para analisar a contraproposta do governo, representam mais de 20 mil servidores públicos, contingente que só perde para o número de integrantes do magistério estadual.Já os professores também estão em campanha salarial, reclamam da Reforma da Previdência e o Estado ainda conversa com os servidores da Saúde. O governador vai ter que sair do gabinete e articular muito bem, mais do que isto, mostrar que sabe negociar, caso contrário terá pela frente uma avalanche de greves. Em ano eleitoral, isto não é nada recomendável.

 Eleições 2020

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina realiza, a partir das 13h30 desta quinta-feira (5), o Prepara 2020: informação, tecnologia e segurança nas eleições municipais. O encontro, que reunirá servidores dos Cartórios Eleitorais e da sede do TRE-SC, é preparatório das eleições municipais deste ano. O evento ocorrerá na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.

Orçamento impositivo

Os militares já perceberam que, com o Orçamento impositivo, dificilmente conseguirão aumentar suas verbas. Daí, a discordância com essa fórmula que conta com o apoio da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. O ministro sempre defendeu que o Congresso tem que ser responsável na hora de lidar com a peça orçamentária.

Golpe?

O pedido de impeachment que o deputado Alexandre Frota (PSL-SP) pretende apresentar contra o presidente Jair Bolsonaro não tem força na justiça e no congresso. Nem a oposição hoje deseja o afastamento do presidente. Ninguém se sente seguro de optar por esse caminho, em especial o PT. Afinal, depois de dizer que o impeachment de Dilma foi um golpe, um contra Bolsonaro não seria diferente.

Evitar multidões

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta tem feito recomendações expressas para que não se façam mobilizações populares nos próximos dias. É para evitar a formação de multidões, o que, em tese, facilitaria a proliferação mais célere do Coronavírus. Já o presidente Bolsonaro e seus asseclas falam o contrário.

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Inviolavel
Momento FM