domingo, 12 de julho de 2020 - 07:36:56 PM
domingo, 12 de julho de 2020 - 07:36:56 PM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 13 de fevereiro de 2020 - 5:27 PM

Merisio afirma que PSDB irá escolher o candidato a prefeito

App Sicoob

A grande expectativa por parte dos tucanos xanxerenses era saber como seria a vinda do ex-deputado Gelson Merisio, ex-PSD, agora como tucano, na “Campina da Cascavel”. Isto aconteceu no último sábado (8), no encontro com filiados e principais lideranças do partido. Merisio surpreendeu a todos afirmando que os tucanos xanxerenses comandarão as eleições e irão escolher o candidato a prefeito. O nome do PSDB é o do empresário Péricles Vicini.  Merisio disse ainda que vai se preocupar com as eleições de Joinville onde tem o seu domicílio eleitoral.

Merisio vai dar pitacos?

Esta afirmação de Merisio de que não vai interferir nas eleições de Xanxerê, pode até ter sido bem aceita pelos tucanos, mas conhecendo a história política de Merisio, duvido que ele não vá dar os seus pitacos nesta eleição, ainda mais que seu principal adversário, o governador Moisés, terá como candidato a prefeito pelo PSL, o vereador Wilson Martins. A conferir.

Sem companheiros do PSD

Outra informação que agradou muito os tucanos xanxerenses, durante o encontro, foi a afirmação de Gelson Merisio de que ele não irá trazer ninguém do seu grupo, que hoje milita no PSD, para as fileiras tucanas.  “As decisões do partido serão tomadas pelo grupo que está no comando do PSDB”, afirmou, Sem dúvidas, Merisio deixou uma boa impressão no ninho tucano.

 

Sonho da terceira via

Começa a circular a conversa de que pode ser montada uma “terceira via”, formada pelo MDB, PSD e PSDB para disputar as eleições municipais. As conversações estão acontecendo entre um grupo dos três partidos, mas nada ainda foi definido. Normal em tempos de eleição, mas já tem liderança pessedista afirmando que isto é muito difícil de acontecer: “Merisio não esqueceu que na eleição para governador muitos emedebistas carregaram o adesivo do governador Moisés de peito estufado.”

Jorginho Mello realiza roteiro de filiações

O presidente estadual do PL, senador Jorginho Mello, estará na região do Alto Irani cumprindo um extenso roteiro de visitas e filiações, neste sábado (15). Mello realiza um roteiro de visitas em Ponte Serrada, Vargeão, Xanxerê, Xaxim, Bom Jesus, Abelardo Luz e São Domingos. Neste último, acontece um grande encontro para filiação da prefeita do PT, Eliéze Comachio nas fileiras do PL, e que vai à reeleição. A meta do presidente é ousada, ter nove candidatos a prefeito na região da Amai, que tem 14 municípios.

Buligon se filia no PSL

Está tudo acertado para acontecer neste sábado (15), a filiação do prefeito de Chapecó Luciano Buligon no partido do governador Carlos Moisés (PSL). Buligon já entregou a sua carta de desfiliação ao DEM na quarta-feira (12). O ato de filiação de Buligon será às 10h30, no hotel Golden. Conforme Buligon, o convite partiu do próprio governador Moisés. “Vou ocupar um espaço importante, visando trazer mais obras estaduais para o município”, afirmou. No ato, várias lideranças regionais também devem assinar ficha no PSL.

Bauer é denunciado na Lava Jato

A Operação Lava Jato em São Paulo apresentou denúncia à Justiça contra dez pessoas suspeitas de integrarem esquema para favorecer os interesses do grupo Hypermarcas no Senado Federal, entre 2013 e 2015. Entre eles está o empresário Paulo Bauer, ex-senador pelo PSDB, que teria recebido indevidamente R$ 11,8 mi com a ajuda de um assessor parlamentar. Segundo o Ministério Público Federal, autor da denúncia, esse valor foi transferido em parcelas por meio de contratos fraudulentos firmados com as empresas da área de informática, advocacia e pesquisa e análise, entre outras. Além de Bauer e seu assessor, foram denunciadas outras oito pessoas.

Denúncia “fantasiosa”

O advogado Péricles Prade, do escritório Prade & Prade, que teve o nome incluído na ação do Ministério Público Federal de São Paulo contra o ex-senador Paulo Bauer, por recebimento de supostas propinas de R$ 11,8 milhões da Hyppermarcas, na campanha eleitoral ao governo de 2014, divulgou “nota à imprensa” classificando a denúncia de fantasiosa.

Nota

Em nota o advogado afirma: “Trata-se de impura ilação, divorciada da realidade dos fatos, apenas porque, na época, eu advogava no interesse do homem público, defendendo-o em várias questões. Asseguro que, sendo advogado honrado e respeitado, jamais participei como ator desse cenário cerebrino. Asseguro que, sendo advogado honrado e respeitado, jamais participei como ator desse cenário cerebrino. Sequer um centavo passei ao ex-parlamentar, a título de esquema armado para favorecê-lo. Minha consciência profissional não permite esse tipo de expediente reprovável.” Uma coisa é certa, criou-se um fato político no momento em que Bauer se articula para ser candidato a prefeito de Joinville, o maior colégio eleitoral do estado.

Moisés: “o cooptador”

O deputado estadual Milton Hobus (PSD) acusou o governador Carlos Moisés (PSL) de articular a cooptação de prefeitos e vereadores para o PSL em troca de dinheiro de fundo partidário e convênios com o governo do Estado. Em sessão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na última quarta-feira (12), o parlamentar afirmou que vai apresentar uma denúncia ao Ministério Público do Estado. Está claro que o PSD será o maior adversário do governador na Alesc e no campo político.

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Inviolavel
Momento FM