quinta, 01 de outubro de 2020 - 12:35:29 AM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 20 de maio de 2020 - 6:46 PM

Merisio diz não ter clima para impeachment

App Sicoob

 

O ex-deputado Gelson Merisio, em recente entrevista sobre o impeachment do governador Carlos Moisés, foi taxativo em afirmar: “Não vejo que hoje tenha clima para impeachment. Agora, daqui 15, 30, 60 dias, depende como vai fermentar isso na base da sociedade. Os fatos são graves. Numa pandemia ter dúvida na lisura da compra de respiradores é algo inaceitável. O governador participou diretamente ou não? Isso é o tempo que vai dizer e não é agora.” Meriso foi extremamente elegante, agiu como um estadista, afinal o momento é para se concentrar no combate à Covid-19, depois falar em política.

Vai ficar sangrando

O ex-deputado Gelson Merisio (PSDB) sabe que a missão que o governador tem pela frente é árdua e muito difícil. O governador está isolado politicamente e caiu no descrédito dos catarinenses, com estas compras suspeitas de equipamentos do governo, em um período de pandemia. Moisés tem pela frente uma CPI que pede o seu afastamento e dois pedidos de impeachment protocolados na Alesc. Isto vai levar uns 30 a 60 dias para desenrolar, até lá o governador ficará sangrando no governo. O que, naturalmente, beneficia Merisio e a oposição. Merisio está aplicando aquela velha máxima: “Tem horas que falar vale prata e calar vale ouro”.

O governo sabia…

A cópia de um e-mail enviado pela empresa paulista Exxomed à Secretaria de Estado da Saúde indica que o governo de Santa Catarina sabia, desde o dia 2 de abril, que os respiradores comprados pela Veigamed tinham representação exclusiva por outra empresa no Brasil, e não poderiam ter sido importados. Assinado pelo representante da Exxomed, Onofre Joaquim Rodrigues Neto, o e-mail foi endereçado ao então secretário adjunto, André Motta – hoje secretário de Estado da Saúde. Isto mostra a existência de elementos claros de que houve má intenção na compra dos respiradores. O documento chegou ao deputado estadual Milton Hobus, que denunciou o caso à Comissão Especial da Assembleia Legislativa e pediu o afastamento de André Motta. O requerimento será avaliado na Alesc.

Intimidar os deputados

Como forma de se proteger da CPI que pede o afastamento do governador Carlos Moisés, a direção estadual do PSL, que tem no comando aliados do governador, julgou na calada da noite de segunda-feira (18) os processos dos deputados estaduais Sargento Lima, Felipe Estevão, Ana Campagnolo e Jessé Lopes.  A principal pena será a perda por sete meses de cargos representativos. Todos receberam suspensão de sete meses e Jessé, por outro processo, foi punido com mais cinco. Conforme o Sargento Lima, o PSL, comandado pelo governador Carlos Moisés, tem a real intenção de tentar intimidá-lo no andamento da CPI.

Silêncio dos tucanos

No xamanismo o simbolismo do tucano sugere que você se envolva em discursos e trabalhos em palcos. Ou seja, lhe sugere que tome ação, se juntar a um grupo que fale em público e começar a se expressar mais. Mas isto na política não esta acontecendo em Xanxerê. O silêncio dos tucanos politicamente deixa muitos sem entender nada. O PSDB já elegeu prefeito em Xanxerê e nesta eleição se comporta como coadjuvante. Será determinação do “tucano mor” Gelson Merisio?

Falta de diálogo

O governador Carlos Moisés parece que ainda não aprendeu que precisa abrir as portas do governo para conversações com os mais variados segmentos. A falta de diálogo com o Sindicato dos Fiscais da Fazenda do Estado gerou uma paralisação da categoria esta semana. Conforme o sindicado, em nota distribuída à sociedade, não existe diálogo com o governo e cobra a posse dos fiscais aprovados no último concurso, além da má aplicação de recursos públicos e indícios de fraudes em licitações.

Influência política

O Sindicato dos Fiscais da Fazenda do Estado afirmou ainda que existe influência política na substituição de ocupantes de funções e fechamento arbitrário de unidades de atendimento e de fiscalização. Foi o que resultou na entrega dos cargos dos Diretores de Administração Tributária, Gerente de Fiscalização, Consultor de Gestão de Administração Tributária e Coordenação dos Grupos Especialistas Setoriais. Sem dúvidas este modelo de “nova política” aplicada por Moisés na administração do governo não funcionou.

Dólar vai aumentar

Conforme os bancos estrangeiros e analistas financeiros, desde o começo do ano, o real foi a moeda que mais se desvalorizou no mundo em relação do dólar. E este cenário deve chegar a um novo patamar já a partir de junho, segundo a projeção de três grandes bancos estrangeiros ouvidos pelo Financial Times: um dólar cotado a R$ 6. A projeção mais pessimista é do JPMorgan, que projeta a barreira dos R$ 6 superada já no próximo mês.

Maia está enrolando

O presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia afirmou que o adiamento da eleição municipal só será discutido após a posse do novo ministro Luís Roberto Barroso na presidência do TSE. Até parece que o Congresso Nacional precisa de autorização da Justiça para isso. Não precisa. Então qual é a intenção de Maia em ficar enrolando para tomar uma decisão. Enquanto isto, os partidos no Brasil não sabem o que fazer, nem sabem qual será a data da eleição. Como ficam os prefeitos e vereadores nesta hora?

Eleições em dezembro

O senador Jorginho Mello (PL-SC), afirmou nesta quarta-feira (20) que “está criando corpo” a proposta para que as eleições municipais deste ano tenham a data alterada. Por enquanto previstas para outubro, o primeiro turno seria transferido para 6 de dezembro, e o segundo turno seria marcado para o dia 20 do mesmo mês. A decisão sobre o tema deverá ser do Poder Legislativo, através de uma PEC.

Merisio alfinetou

O ex-deputado Gelson Merisio (PSDB) elogiou as primeiras medidas de isolamento social tomadas pelo governador Moisés, mas alfinetou o governador dizendo que o governo “perdeu a mão” por não conseguir ampliar o número de leitos de UTIs no período inicial da quarentena e afrouxar as restrições sem indicadores sólidos que dessem segurança à população.

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Inviolavel
Momento FM