domingo, 15 de setembro de 2019 - 07:15:05 PM
domingo, 15 de setembro de 2019 - 07:15:05 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
Sarampo
PUBLICADA EM 06 de fevereiro de 2019 - 5:28 PM

Merisio pode ir para Joinville

Reana Seguros

O presidente estadual do PSD, Gelson Merisio, que concluiu o mandato parlamentar em 31 de janeiro, foi convidado para atuar numa empresa com sede em Joinville. Segundo assessores, está examinando a proposta. Se aceita, tem a disposição de transferir residência para Joinville, onde obteve 76.631 votos, contra 63.063 de Mauro Mariani (MDB). Seria este o novo caminho de Merisio para voltar com força à vida política? Disputando as próximas eleições a prefeito do maior cidade do estado? A conferir, mas tem fundamento.

Pré-candidato do MDB

O suplente de vereador do MDB, o advogado Maicon Imbes, colocou o seu nome à disposição para concorrer a prefeito nas próximas eleições municipais. Conforme Imbes, seu nome representa a mudança política tão exigida pelo eleitorado. Nos bastidores outras siglas vêm assediando Imbes para que troque de partido, mas ele primeiro vai esperar qual será o posicionamento e os rumos que seu partido vai tomar para depois, sim, decidir seu rumo político.

Biasus em silêncio

O ex-secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Adenilso Biasus,  após entregar o cargo preferiu se manter em silêncio e longe dos holofotes, mas amigos próximos são categóricos em afirmar que Biasus é o nome do MDB para disputar as próximas eleições, a não ser que ele prefira ficar de fora da disputa.  Sem dúvidas, Biasus mostrou nas urnas que é hoje a maior liderança do MDB em Xanxerê.

Lar dos Idosos

Uma noticia lamentável, mas como colunista tenho que repassar à sociedade. O Ministério Público de Xanxerê solicitou o afastamento da direção do Lar dos Idosos de Xanxerê no prazo de 30 dias, após constatação de má gestão da associação beneficente que administra o local, onde estão 23 idosos. O promotor Marcos Augusto Brandalise convocou familiares, funcionários, Conselho Municipal do Idoso e da Prefeitura para anunciar a medida. Disse que foi constatada falta de transparência na gestão, depósitos de 30% de valores (das aposentadorias) que deveriam ficar com os idosos, falta de estrutura e assédio moral. A sociedade xanxerense sempre teve o maior respeito e credibilidade nas ações realizadas pelos administradores. Esperamos que s fatos sejam apurados e, se confirmados, que os envolvidos sejam responsabilizados.

Simproeste

O Sinproeste de Xanxerê realizou o pagamento referente à rescisão de contrato de 83 professores da Celer Faculdades. Por meio de intermediação do Ministério Público do Trabalho, 99 rescisões dos profissionais da educação da Celer estão sendo realizadas no sindicato. A intervenção do Sinproeste no processo de demissões dos professores da Celer Faculdades foi fundamental para garantir os valores de verbas salariais e o Fundo de Garantia dos professores

Exonerações na Alesc

Centenas de cargos comissionados foram exonerados na Assembleia Legislativa. Funcionários comissionados que trabalhavam com ex-deputados que não se reelegeram ou mesmo não disputaram a eleição. Todos foram demitidos e tiveram que voltar para sua cidade natal em busca de novo emprego. Já os novos deputados, recém empossados, já estão fazendo as indicações para a publicação dos atos de nomeação. E a vida segue.

CPI da ponte Hercílio Luz

As 20 assinaturas para requerer a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os gastos com a recuperação da Ponte Hercílio Luz já foram conseguidas pela deputado Bruno Souza (PSB). Esta será uma de muitas devassas que serão realizadas nas contas e obras do ex-governo.  Resta saber ser realmente vai até o fim ou vai virar pizza.

Pelo WhatsApp…

Políticos experientes andam preocupados com o tratamento concedido no Planalto a deputados e senadores aliados do governo. Não é bom para quem precisa votos para aprovar a reforma da Previdência. Só falta serem atendidos pelo WhatsApp. O governo tem se blindado de todas as formas e os apaixonados ainda não perceberam. Afinal, este governo é do povo ou dos Bolsonaros?

Carteira na mão

A expectativa de dias melhores foi observada no aumento de 5% nas emissões de carteiras de trabalho ano passado: cinco milhões, segundo o Ministério da Economia. Agora só faltam os empregos.

Cartão Sipag

Parceiros

Tatu parceiros
Piccoli Parceiros
Tiecher Banner
Wilson Martins

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM