sexta, 17 de setembro de 2021 - 04:37:42 AM
Lucio Jaques
App Sicoob
Topo setembro
PUBLICADA EM 28 de agosto de 2021 - 11:19 AM

Moisés admite finalmente que vai a reeleição

 

Em sua viagem pelo Sul do estado, o governador Carlos Moisés (sem partido), admitiu que deseja concorrer a um segundo mandato. “Tenho muita vontade de continuar, sim, mas eu dependo da vontade popular, de conjunturas políticas, da minha saúde, do meu time de governo. Mas eu só vou falar de política a partir de 2022”, afirmou. Quem tinha dúvida sobre a possibilidade de Moisés disputar a reeleição, esta dúvida acabou.

Futuro político

Enquanto alguns políticos vivem de passado, o governador Carlos Moisés foca no presente e no seu futuro político, ou seja, a reeleição. Moisés tem distribuído verbas volumosas para as tão sonhadas obras. A cada gesto, o governador vem gradativamente conquistando admiradores e prefeitos. Moisés está reescrevendo a sua história e ganha musculatura política.

Com discurso de candidato

O governador Carlos Moisés está acompanhando tudo o que acontece em seu redor e as notícias positivas sobre seu novo governo e ações que vêm realizando. “Tenho brincado que a gente precisa de mais tempo para trabalhar, daí já saiu que eu estou em campanha. Mas a gente teve uma pandemia, dois afastamentos injustos, dois erros contra a nossa gestão. Agora estamos trabalhando e olhando para a frente, esquecendo o passado”, afirmou.

Segundo mandato

O governador Carlos Moisés tem surpreendido a todos com os novos projetos que pretende por em prática no seu governo. Mas não fala em prazo. Em síntese, coloca uma cenoura na frente. Para realizar estes sonhados projetos agora não tem mais tempo hábil, o que resulta em admitir que precisa de um segundo mandato.

Projetos ou plano de governo???

Moisés começa a deixar claro que precisa de um segundo mandato para realizar coisas inimagináveis, como admitiu em sua viagem pelo Sul do estado, quando disse estar “pensando em coisas inimagináveis para Santa Catarina”. O governador quer investir em ferrovias, para melhorar o escoamento das produções. “Queremos fazer uma rodovia paralela à BR-101, que sirva de corredor logístico e de turismo”, disse. Moisés está falando o que o catarinense quer ouvir. Sem dúvidas, Moisés está em campanha aberta e irrestrita para o governo do estado em 2022.

 O tiro saiu pela culatra

Literalmente, o tiro saiu pela culatra. Moisés e seu grupo político souberam com maestria ganhar apoio das bancadas da Alesc e partidos. O governador recebeu apoio para não sofrer o impeachment, levou para dentro do governo lideranças políticas de vários partidos, tornando-os aliados de seu sucesso. O que parecia ser apenas uma oportunidade para obter participação no governo Moises e até uma espécie de comando de um governo que estava fragilizado e isolado, foi a fórmula perfeita para o governo de Moisés, definitivamente, ganhar a sua independência e fortalecimento. Em síntese, como diz o ditado popular: “O tiro saiu pela culatra”. Hoje os partidos e deputados estão refém deste governo.

Moisés fica fora

Com esta ação penal do Ministério Público de Santa Catarina contra 14 dos envolvidos na operação dos 200 respiradores (fantasma e superfaturamento) dos R$ 33 milhões, o governador Carlos Moisés ganha pontos, pois não é citado. O governo já anunciou que 96% desse valor já estaria recuperado ou bloqueado. Restariam apenas 4% ainda por recuperar. Com isso, o governador ganha tempo para finalizar está triste história que manchou a saúde pública do estado em plena pandemia da Covid-19. Mesmo recuperando os valores desviados e provando sua inocência nesta corrupção, os adversários irão usar este fato nas próximas eleições.

 

 

 

 

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Incentivo comercio

Publicidade

Center Hotel
Momento FM
Inviolavel