quinta, 16 de julho de 2020 - 01:03:11 PM
quinta, 16 de julho de 2020 - 01:03:11 PM
Lucio Jaques
Reana Seguros
PUBLICADA EM 29 de junho de 2020 - 6:11 PM

Pandemia: cortes no emprego atingem 84% das cidades de Santa Catarina

App Sicoob

 

Desde o início da pandemia do coronavírus, as demissões superaram as contratações em 249 das 295 cidades de Santa Catarina, em balanço para o período entre março e maio. Assim, em 84% dos municípios do Estado, o mercado de trabalho formal tem um contingente menor de trabalhadores em relação ao registrado no final de fevereiro. Em 20 cidades, o corte passou de mil vagas (veja lista abaixo). Em Joinville, já são 12,7 mil cortes desde março.

Com as 22,7 mil vagas perdidas no mês passado, conforme a atualização desta segunda-feira do Caged, Santa Catarina tem 105,3 mil empregos a menos desde março. Em comparação com dado recente, no ano passado a cidade conseguiu criar 71,4 mil vagas. Em 2020, o mês de abril teve o pior desempenho no mercado de trabalho durante o ano. Como Santa Catarina teve boa arrancada no emprego no ano, com abertura de postos de trabalho, o acumulado do ano está com 55 mil vagas a menos, impedindo déficit ainda maior com as demissões durante a pandemia.

Na lista de 42 cidades com mais contratações do que demissões entre março e maio, 28 não alcançaram a marca de dez vagas abertas. Em quatro municípios, o saldo foi zero, isto é, o número de contratações foi o igual ao de demissões. NSC.

As 20 cidades com maior corte de vagas no Estado entre março e maio*

Florianópolis -13.015

Joinville -12.761

Blumenau -7.745

Balneário Camboriú -4.752

Itajaí -4.182

Brusque -4.024

Jaraguá do Sul -3.031

Criciúma -2.865

Palhoça -2.497

São José -2.347

São Joao Batista -2.268

Tubarão -1.933

Gaspar -1.886

Bombinhas -1.418

Lages -1.390

Pomerode -1.377

São Bento do Sul -1.263

Timbó -1.221

Itapema -1.195

Fraiburgo -1.193

* Fonte: Caged (Ministério da Economia)

Parceiros

Fit Fish

Publicidade

Inviolavel
Momento FM