quarta, 21 de abril de 2021 - 05:24:44 AM
quarta, 21 de abril de 2021 - 05:24:44 AM
Lucio Jaques
App Sicoob
PUBLICADA EM 11 de fevereiro de 2021 - 2:29 PM

Pinho Moreira vive seu inferno astral

Compra Lergal

 

O ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) vive, literalmente, o seu inferno astral. A 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) determinou a indisponibilidade de bens de um grupo de 12 pessoas e de mais duas empresas investigadas por atos de improbidade administrativa, relativos a um contrato celebrado entre a Celesc e uma empresa de serviços de cobrança. O montante a ser alcançado pela indisponibilidade é de R$ 316,5 milhões, valor atualizado da causa. Entre os envolvidos estão agentes públicos e empresários. Destaque para os nomes do ex-governador Eduardo Moreira e do ex-deputado Miguel Ximenes.

Projeto político para 2022

Dependendo do desenrolar deste processo, Pinho Moreira fica fragilizado para qualquer projeto político para 2022. Moreira já afirmou que confia na justiça e se diz inocente. Mas até que se prove o contrário, o fato político já foi criado. Sem dúvidas seu nome e trabalho estão sendo questionados pela justiça. Inegavelmente, Moreira é uma das principais lideranças no partido e tido como um dos nomes para o senado.

Deu um novo ritmo

O secretário da Agricultura, Altair Silva, deu um novo ritmo na secretaria, isto é inegável, marcando presença nos principais eventos do setor, sem falar na criação de projetos e apoios que começam a chegar até o produtor rural. O secretário é do setor e conhece bem a realidade dos agricultores. Traz consigo um diferencial, gosta do que faz e quer fazer melhor para o agricultor. Isto já provou.

Voltou ao cenário político

Quem voltou ao cenário político com vontade de trabalhar é a vice-governadora Daniela Reinehr, que iniciou a semana com agenda no Oeste catarinense, acompanhando pautas de infraestrutura, educação e desenvolvimento econômico. Ela recebeu no gabinete, em Chapecó, os presidentes de três associações empresariais e visitou duas cooperativas, ouvindo as demandas prioritárias para 2021.Desde que o governador Carlos Moisés voltou a assumir o governo, a vice sumiu e se calou.

Fazer a diferença

Os vereadores da Câmara de Xanxerê estão mostrando serviço e vontade de fazer a diferença nesta legislatura. Um dos vereadores que vem se destacando com projetos e indicações é Evandro Berto (PP), que já apresentou o Projeto de Lei Complementar para alteração do estatuto dos funcionários públicos; moção de apelo ao Ministério da Saúde para incluir professores no grupo de prioridades para vacinação de Covid-19; vereador 24 horas, um canal de comunicação direto com o cidadão xanxerense, para receber suas denúncias e reclamações, entre outros. Pontos para o vereador.

Estilo Martarello de governar

O prefeito de Xanxerê, Oscar Martarello (PSDB) e seu vice Adenilso Biasus (MDB) estão trabalhando em sinergia total. Ambos estão imbuídos de realizar as obras necessárias, o mais rápido possível. Um estilo pouco visto no primeiro ano de mandato. Martarello começa a colocar o seu estilo de governar, usando a criatividade e parceria para fazer acontecer. Martarello sabe da responsabilidade que tem em suas mãos e tem se dividido em viagens entre Florianópolis e Brasília, para cumprir as promessas de campanha.

Variante da Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu nesta quinta-feira (11) a confirmação do primeiro caso da nova variante de Covid-19 no Estado, conhecida como P.1. O paciente é um morador de Joinville, que esteve em Manaus (AM) no início do ano. A variante brasileira é mais transmissível que outras mutações do coronavírus, o que levou países como Portugal, Reino Unido, Itália e Alemanha a proibirem a entrada de viajantes vindos do Brasil. A identificação da variante foi feita pelo laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro, que faz testes de sequenciamento de genoma. As amostras foram enviadas pelo Lacen assim que o caso foi identificado.

Mais transmissível

Até o momento, três novas variantes do coronavírus já foram identificadas em todo o mundo. Uma delas surgiu no sudeste da Inglaterra, em setembro de 2020, e, segundo o primeiro-ministro Boris Johnson, pode ser até 70% mais transmissível do que as versões anteriores do vírus. Ainda não se sabe, porém, qual das variantes foi identificada em Santa Catarina.

Volta às aulas?

O que percebo é uma total falta de sinergia entre estado, professores, pais e alunos para a volta às aulas. Só para se ter uma ideia, os professores não estão na lista de prioridade na vacinação. Como isto não foi levado em conta para o mestre voltar a dar aulas? Entre outros casos. Acho que antes de liberar as aulas, o tema da Covid-19 precisaria ter sido discutido à exaustão, assim como os protocolos de segurança e as formas de combater o vírus nas escolas, com a participação de todos os implicados. Sem falar no presidente Bolsonaro e seu governo, que na maioria das vezes ignora olimpicamente a Covid e suas implicações. Quantos ainda precisam morrer?

 

Receba atualização das notícias pelo WhatsApp. Clique aqui!

Parceiros

Publicidade

Inviolavel
Momento FM