quarta, 26 de junho de 2019 - 01:45:51 PM
quarta, 26 de junho de 2019 - 01:45:51 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 07 de março de 2019 - 6:19 PM

Prefeito Avelino Menegolla dá exemplo

Reana Seguros

Sem sombra de dúvidas, a reforma administrativa que foi enviada à Câmara de Vereadores, pelo prefeito de Xanxerê Avelino Menegolla (PSD), merece reconhecimento e serve como exemplo para todas as prefeituras. O projeto prevê a redução de quase 50% dos cargos comissionados, com economia anual de mais de R$ 1 milhão e, ainda, a otimização da estrutura de secretarias – unindo Agricultura e Políticas Ambientais, e a valorização do servidor efetivo. Menegolla marcou pontos com a sociedade xanxerense e com os catarinenses, tanto que foi notícia estadual. O prefeito começa a colocar seu jeito de governar e se antecipa prevendo tempos difíceis. Menegolla tem tudo para terminar seu governo em alta.

Vem ajustando

Desde que assumiu o governo, o prefeito Avelino Menegolla (PSD) vem ajustando as contas da administração, isto é inegável, mesmo com erros e muitas cobranças conseguiu fazer economia durante os dois primeiros anos de mandato. Agora, no terceiro ano, investiu pesado na compra de veículos para infraestrutura, foram 23 entre novos e já adquiridos, o que dará suporte e tranquilidade para fazer dois anos de governo extremamente atuante nas comunidades e bairros, atendendo suas necessidades.

Maturidade administrativa

Já falei em minha coluna que se Menegolla quisesse fazer o seu sucessor deveria mostrar trabalho e colocar o seu jeito de governar. Pelo visto, já começou, vem muitas obras por aí, pois dinheiro tem. Isto, inegavelmente, vai diminuir o clamor e a cobrança da oposição. Mas isto também é mérito de sua equipe de governo e um dos que merece reconhecimento é o secretário de Administração Jader Danielli (foto), sem desmerecer nenhum colega. Danielli e sua equipe trabalharam incansavelmente para que o governo de Menegolla chegasse neste momento de maturidade administrativa e possa terminar com obras importantes e marcantes para o município. Danielli é um nome que ganha destaque e espaço no PSD de Xanxerê.

Mudança no PSD

O presidente nacional do PSD, ex-ministro Gilberto Kassab, confirmou, direto de Madri na Espanha, que o partido terá nova executiva até julho. Mas, rechaçou a possibilidade de intervenção. Disse que o processo será feito em vários estados, onde o desempenho do PSD foi abaixo do esperado na eleição de 2018, inclusive no seu estado, São Paulo. Um novo diretório será montado, segundo ele, pelos líderes do partido no estado, em entendimento com a direção nacional.

Colombo será o presidente

O presidente nacional do PSD, ex-ministro Gilberto Kassab, deixou claro que o ex-governador Raimundo Colombo deve ser o novo presidente estadual do PSD, substituindo o atual presidente, ex-deputado Gelson Merisio. Kassab e Colombo estão em Madrid, na Espanha, participando de um evento de discussão política, representando o PSD. Um sinal claro que Colombo articulou tudo para derrubar Merisio da presidência. Então, se fizer um almoço ou jantar não convide Merisio e Colombo para sentarem lado a lado. Capiche?

Benefícios indevidos

O ex-governador Eduardo Moreira (MDB) afirmou, durante entrevista, direto de Londres, que havia de fato benefícios fiscais indevidos, concedidos por governos passados. Ele disse acreditar que a CPI instalada na Assembleia Legislativa, se bem encaminhada, terá plenas condições de apurar todas as irregularidades. “Se fizer isso, a CPI prestará um grande serviço ao estado”, arrematou.

Lavou as mãos

Por mais que o ex-governador Eduardo Pinho Moreira admita que existiam de fato benefícios fiscais indevidos, concedidos por governos passados, buscando de certa forma se eximir dos fatos, o que chama a atenção foi o silêncio dele quando governou o estado. Isto não exime Moreira de ser conivente com os fatos, agora questionados. Em síntese, Moreira assumiu o governo e lavou as mãos, passando para seu sucessor Carlos Moisés o abacaxi e o estado com uma situação difícil.

Fora da disputa

O ex-governador Eduardo Moreira voltou a afirmar que está fora da disputa pela presidência estadual do MDB. Entende que o senador Dário Berger é o mais indicado para a função e se apresenta como candidato ao senado em 2020. Ele entende que a chapa do MDB em 2020 pode ter Berger como candidato a governador e ele para o Senado.

Justificativa de Amin

A viagem do senador Esperidião Amin (PP) e sua mulher, a deputada federal Ângela Amin (PP) ao Mobile World Congress, um dos maiores eventos de telecomunicação do planeta, realizado entre os dias 25 e 28 de fevereiro, em Barcelona, gerou muita polêmica, já que foi pago pelo senado o valor de R$ 30.356,19. O casal Amin justificou dizendo que foi uma “experiência fantástica” participar desse evento pela primeira vez. E que a viagem foi autorizada pelo senado. Simples assim.

Alfinetada de Ângela

Ainda falando sobre a viagem ao Mobile World Congress, em Barcelona, a deputada federal Ângela Amin alfinetou o partido do presidente afirmando: “Eu viajei pelo Senado. Minha viagem foi autorizada. Bem diferente do pessoal do PSL que foi pra China com dinheiro de uma empresa.”

Impasse do ICMS

Depois de muita discussão, foi encontrada uma solução para resolver o impasse do ICMS. O presidente da casa, Júlio Garcia (PSD), chamou os deputados Marcos Vieira (PSDB), presidente da Comissão de Finanças, e Milton Hobus (PSD), também integrante da comissão, para encontrar uma saída para o impasse. Os decretos assinados no final do ano passado pelo ex-governador Eduardo Pinho Moreira terão seus efeitos suspensos por uma lei que deve ser aprovada pela Alesc. Será revogado, também, o artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 em que determina a redução dos atuais 26% de incentivo fiscal, de forma gradativa, para 16% em 2022.

Faltou maturidade

Polêmica à parte, mas o vídeo com conteúdo pornográfico, que o presidente Jair Bolsonaro divulgou nas redes sociais, foi de extremo mau gosto e um tiro no pé. Demonstrou uma total falta de maturidade e desrespeito com a maior festa popular brasileira. O papel de um presidente, a maior autoridade do país, não é este. Com tantos assuntos importantes para serem discutidos e aprovados, o presidente se prestar a um papel destes… Como diz o ditado popular “tem horas que calar vale ouro e falar vale prata”. Bolsonaro perdeu a chance de ficar quieto.

Caíram as máscaras

Pois é, o carnaval acabou e as máscaras começam a cair, chega de rede social e discurso para Inglês ver. Chegou a hora de arregaçar as mangas e trabalhar, o Brasil precisa ser passado a limpo e a máquina governamental ser a força motriz do desenvolvimento, rumo aos novos tempos. Em síntese, mostrar verdadeiramente o que a extrema direita sabe fazer no comando do governo, porque oposição nunca soube fazer.

Cartão Sipag

Parceiros

Piccoli Parceiros
Tiecher Banner
Wilson Martins
Tatu parceiros

Publicidade

Inviolavel
Fit Fish
Momento FM