sexta, 17 de janeiro de 2020 - 04:00:40 PM
sexta, 17 de janeiro de 2020 - 04:00:40 PM
Lucio Jaques
Andrioli Projetos
PUBLICADA EM 11 de janeiro de 2020 - 5:58 PM

Presidente da Faesc: “O oeste continua abandonado”

Reana Seguros

 

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina, José Zeferino Pedroso, lamenta neste inicio de 2020 o estado de abandono em que continua a região oeste do Estado. Em artigo que está publicando neste fim de semana afirma que “a mais avançada indústria de carne do país está instalada no grande oeste”, citando Sadia, Perdigão, Frigorífico Chapecó, Seara e Aurora com a proposta de um sistema integrado de produção. Modernas técnicas de manejo, profilaxia e gestão foram introduzidas. A produção explodiu. O oeste tornou-se centro mundial da proteína animal. 

Em seguida, lamenta: “Toda a transformação resultante do talento humano, do trabalho dos pioneiros e do capital dos primeiros pequenos empreendedores gerou uma estrutura de produção admirável, formada pela extensa base produtiva no campo e um avançado parque agroindustrial, compondo um notável ambiente de produção e de negócios.

São centenas de indústrias trabalhando direta ou indiretamente em sintonia com mais de 190 mil estabelecimentos rurais. Essa gigantesca máquina produtiva gerou bilhões de dólares em riquezas exportadas e milhões de dólares em arrecadação tributária para os cofres do Estado e da União Federal”.

E prossegue, lembrando a total carência de infraestrutura da região para movimentar a economia e incentivar os produtores rurais, o agronegócio e toda a cadeia produtiva:  

“É incompreensível que apesar dessa imensa contribuição, a região continua abandonada. O sistema rodoviário está deteriorado, as deficiências no fornecimento de energia elétrica comprometem a expansão industrial e ao mesmo tempo afetam milhares de propriedades rurais, enquanto o sistema de água requer urgente atenção.

Os aeroportos esperam investimentos há décadas (especialmente o de Chapecó, um dos mais movimentados do sul do Brasil) e a reivindicação de ferrovias para conectar o grande oeste aos portos marítimos e também ao centro-oeste, depois de 30 anos, nem sequer tem projetos. As deficiências infraestruturais da região são imensas”.

Conclui enfatizando que o grande oeste é uma da regiões mais injustiçadas de Santa Catarina.  Fato incontestável. NSC Moacir Pereira.

Cartão Sipag

Parceiros

Piccoli Parceiros
Tiecher Banner
Tatu parceiros

Publicidade

Vicini Pneus
Inviolavel
Momento FM