quinta, 22 de novembro de 2018 - 09:24:47 AM
quinta, 22 de novembro de 2018 - 09:24:47 AM
Lucio Jaques
PUBLICADA EM 07 de novembro de 2018 - 11:38 AM

Resultado das eleições faz esquerda perder representação no Brasil

Reana Seguros

PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB saem com 393 candidatos eleitos no pleito deste ano, 25% a menos do que em 2010, auge para essas siglas

Num pleito marcado pelo crescimento de candidaturas de direita, os cinco principais partidos de esquerda no País – PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB – elegeram 25% menos representantes em relação a 2010, auge dessas siglas nas urnas. Um levantamento feito mostra que, em 2018, a esquerda levou 393 nomes para governos estaduais, Câmara, Senado e Assembleias Legislativas nos Estados. Em 2010 (último ano do governo Lula), esse número havia batido em 527. O PT foi o partido com mais redução no período: neste ano, elegeu 149 nomes para cargos no Executivo e Legislativo, 41% menos comparado a 2010, quando fez 255. Os resultados das urnas mostram que a eleição neste ano foi marcada por forte sentimento antipetista dos eleitores. Já o PSB caiu de 118 para 101; o PDT, de 107 para 84, e o PCdoB, de 34 para 31. Entre os partidos de esquerda no País, só o PSOL cresceu em número de representantes. Passou de dez eleitos, em 2010, para 28 neste ano.

No Congresso, com número de cadeiras insuficiente para barrar, por exemplo, emendas à Constituição – que exigem aprovação de três a cada cinco dos parlamentares -, o desafio da esquerda na oposição será tentar colar a imagem de impopular no próximo governo. Na avaliação de analistas, mesmo com a maior bancada, o PT terá dificuldades para influenciar decisões no Legislativo, caso o presidente eleito, Jair Bolsonaro, tenha sucesso em organizar a base. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram também uma queda no número de eleitos desses partidos para Câmaras municipais e prefeituras.

Cartão Sipag

Parceiros

Tatu parceiros
Tiecher Banner
Piccoli Parceiros

Publicidade

Fit Fish
Inviolavel
Callfass Transportes
Momento FM